POLÍTICA / RICHA MANDA RETIRAR ESTUDANTES À FORÇA

Decisão da reintegração de posse do Colégio Estadual do Paraná, o maior do estado, solicitada pelo governador Beto Richa (PSDB), tem causado tensão nesta sexta-feira 28; alunos que ocupam a escola em protesto a medidas do governo de Michel Temer se recusam a cumprir a ordem judicial; a Polícia Militar chegou armada ao local para iniciar a intervenção; "Ocupar e resistir!" é a palavra de ordem no Colégio; para o jornalista Esmael Morais, "poderá haver um massacre" como contra os professores, em abril de 2015; "Atenção Ctba, prestem atenção à violência do Richa contra alunos do Colégio Estadual do Paraná. Solidariedade à nossa juventude rebelde", postou o senador Roberto Requião (PMDB-PR)
Uma decisão da reintegração de posse do Colégio Estadual do Paraná, o maior do estado, solicitada pelo governador Beto Richa (PSDB), tem causado tensão nesta sexta-feira 28 entre a Polícia Militar e alunos que fazem parte da ocupação estudantil que já ocupa mais de mil instituições de ensino no País.

Os estudantes do CEP se recusam a cumprir a ordem judicial, que foi expedida pela juíza Patrícia de Almeida Gomes, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba. A Polícia Militar chegou armada ao local nesta tarde para iniciar a intervenção. "Ocupar e resistir!" é a palavra de ordem no Colégio.

Para o jornalista Esmael Morais, do Paraná, que atualiza o episódio em seu blog, "poderá haver um massacre, repetindo 29 de abril de 2015, quando 213 professores foram violentamente surrados no Centro Cívico".

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) também comentou o caso no Twitter: "Atenção Ctba, prestem atenção a violência do Richa contra alunos do Colégio Estadual do Paraná. Solidariedade a nossa juventude rebelde". "A violência policial contra os alunos do Colégio Estadual do Paraná é pior que o roubo do fisco, as escolas pagas e não construídas", escreveu também.

O movimento dos estudantes no País protesta contra a PEC 241, do governo de Michel Temer, que congela gastos públicos pelos próximos 20 anos, prejudicando o investimento na educação, a MP da reforma do ensino médio e o projeto Escola Sem Partido. De acordo com o último balanço divulgado pela Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas), há 1.177 escolas ocupadas em todo o Brasil.

Por: Brasil 247
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][btop]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]