ESPORTE / A história pobre dos clubes baiano no Brasileiro da Série A

Após as cinzas do carnaval, extinto na última quarta-feira (01/03) em sua versão 2017, eu gostaria de compartilhar com vocês uma parte da melancólica história do futebol baiano.
A terra da folia, da alegria e dos Novos Baianos (que já não são novidade de longa data) já teve outros clubes eventualmente participando da Serie A do Brasileiro, os dois grandes soteropolitanos não são os únicos a terem participado da elite, além de Bahia (45 participações) e Vitória (38 participações), Fluminense de Feira, Leônico, Itabuna e Galicia já deram o ar da graça no Campeonato Brasileiro da Primeira divisão.

Nosso estadual, embora seja o segundo mais antigo do país, atrás apenas do Campeonato Paulista, nunca vingou, nossos clubes (exceto a dupla BA-VI) nunca chegaram a lugar nenhum e a prova está nos registros da CBF.

Vejam o histórico dos "Outros Baianos" na Serie A:
Fluminense de Feira Futebol Clube
O Flu de Feira duas vezes campeão Baiano em 63 e 69 participou do Campeonato Brasileiro da primeira divisão em quatro oportunidades. A primeira delas, na Taça Brasil de 1964 tendo se classificado por ter vencido o estadual do ano anterior. O Touro do Sertão acabou eliminado da competição nas quartas de final pelo Ceará. Participou também em 3 outras edições, 1976, 1977 e 1979 quando já chamávamos a disputa nacional de Campeonato Brasileiro.

Associação Desportiva Leônico
Os Guerreiros da Ladeira participaram em três edições da primeirona. Em 1967, participaram da Taça Brasil por terem vencido o Campeonato Baiano do ano anterior derrotando o Esporte Clube Vitória na final de 1966, seu único título estadual e tendo recebido o carinhoso apelido de moleque travesso (cá entre nós mais valioso que o próprio título em sí!) Participou também dos Brasileiros de 1978 e 1985 classificando-se para as duas competições em virtude de ter sido vice-campeão baiano em 78 e 84 respectivamente.

Itabuna Esporte Clube
O Dragão do Sul participou das edições do Campeonato Brasileiro de 1978 e 1979, e a peculiaridade é que essas foram às edições que contaram com mais clubes na história da competição com 74 e 94 participantes respectivamente.

Galícia Esporte Clube
O Azulino da capital participou em duas edições do Campeonato Brasileiro serie A. 5 vezes Campeão Baiano(1937, 1941, 1942, 1943 e 1968) o Demolidor de Campeões como também é conhecido, participou da Primeira Divisão do campeonato Brasileiro em 1981 (25º lugar) e 1983 (43º lugar).

Catuense Futebol S/A(antes Associação Desportiva Catuense)
A Catuense, clube que revelou Bobô, Vandick, Zanata, Luiz Henrique e Naldinho participou da Edição de 1984 do Brasileiro sendo eliminada na primeira fase da competição.

Velhos Baianos
Pasmem! O ultimo time Baiano a jogar o Brasileiro da Série A, além do Bahia e Vitória foi incrivelmente o Leônico 3 anos antes de o Bahia conquistar o Brasileiro de 88!

Este é o absurdo estado de inanição que se encontra o futebol baiano.
Durante os anos 70 e 80 as edições do Campeonato Brasileiro constantemente contavam com 40 ou mais participantes, o caminho até a Serie A era mais curto, foi durante muito tempo ligado aos estaduais e mesmo assim, o Campeonato Brasileiro da primeira divisão que teve em total 61 edições desde 1959 até 2016 tem um número de participações de times baianos fora Bahia e Vitória de apenas 12 vezes.

O Sr. Ednaldo Rodrigues não é culpado por isso, afinal assumiu o que já era moribundo. Entretanto, a partir do momento em que recebeu o bastão e o cetro de Império...Digo diploma de Presidente da Federação Baiana, ele passou a ser o responsável pela situação, e nestes 16 ou 17 anos os quais está presidente, nenhum clube baiano chegou sequer a Serie B, exceto Bahia e Vitória em rebaixamentos onde foram parar até mesmo na Serie C, e dentre os outros clubes do estado o ultimo a jogar a Serie B foi a Catuense em 1991 e acabou em 28° em um campeonato de 64 equipes.

Já na serie C os últimos representantes baianos aparte a dupla BA-VI foram Conquista, Itabuna e Atlético de Alagoinhas no ano de 2008, o Atlético foi eliminado na primeira fase e os outros 2 na segunda fase.

Na ultima divisão nacional, a Serie D, a Bahia contou com Fluminense de Feira, Galícia e Juazeirense em 2016. O Galícia caiu na primeira fase, a Juazeirense na terceira e o Fluminense de Feira caiu nas oitavas. Notem que a Serie D classifica diretamente dos estaduais e esta é a única razão pela qual tivemos representantes, se houvesse necessidade de competir por essas vagas provavelmente não teríamos equipes nem mesmo na ultima divisão.

O futebol baiano há muito tempo não tem carnaval, tirando a dupla BA-VI o que sobra? Ninguém vai a lugar algum, e quem podem ajudar os outros clubes a melhorarem apenas se alimenta do seu desespero.

Mais um carnaval se foi e as ruas que deram lugar a alegria agora dão lugar ao cotidiano e a realidade. Nada mudou, mais um ano, mais do mesmo até o próximo, e assim vivem os baianos, e assim vive o nosso futebol lembrando de um passado que não foi e sonhando com um futuro que não constrói. Até fevereiro.

O futebol baiano não chegou ao fundo do poço por causa de Ednaldo, mas ele colabora para que este continue onde está. Os Novos Baianos ficaram velhos e futebol da Bahia ainda nem saiu da casca.

#ForaEdnaldo

Por: Yvez Pineiro (Cangaceiro) - Amigo, Bahia e Colaborador do blog: www.futebolbahiano.org
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

[DESTAQUE][btop]