POLÍTICA / RENAN FOI SÓ O PRIMEIRO A ROMPER COM TEMER, EM QUEM 79% NÃO CONFIAM

Rompimento do senador Renan Calheiros (AL) com Michel Temer deflagrou uma tendência que pode ser acompanhada mais rapidamente por outros líderes políticos no Congresso; navegador experiente nos mares políticos, Renan vê claramente que o Titanic de Michel Temer já colidiu com o iceberg da Lava Jato e sua tendência é naufragar; prova mais recente que deu a convicção ao senador alagoano da sua decisão foi a pesquisa CNI/Ibope, que mostra que 79% dos brasileiros não confiam em Michel Temer; para não ficar por baixo, mas temendo novos desembarques, Temer disse a assessores que também "rompeu" com Renan e que a ordem é seguir com as reformas sem o líder do PMDB no Senado
O rompimento do senador e líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL) com Michel Temer deflagrou uma tendência que pode ser acompanhada mais rapidamente por outros líderes políticos no Congresso.

Navegador experiente nos mares políticos, Renan vê claramente que o Titanic de Michel Temer já colidiu com o iceberg da Lava Jato e sua tendência é naufragar. A prova mais recente que deu a convicção ao senador alagoano da sua decisão foi a pesquisa CNI/Ibope, que mostra que 79% dos brasileiros não confiam em Michel Temer (leia aqui).

Ao analisar o crescimento da aprovação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que subiu sete pontos e lidera com 38% a preferência do eleitor brasileiro, segundo a pesquisa Ipsos, Renan pode antecipar uma corrente de forças políticas em direção ao ex-presidente Lula.

Renan decidiu romper com Temer publicando um vídeo nas redes sociais em critica a reforma da Previdência, a terceirização e a reoneração da folha de pagamento. Assista:
Para não ficar por baixo, Michel Temer disse a aliados que também "rompeu" com Renan. Segundo a coluna Painel, da Folha, a ordem no Planalto é seguir com a defesa das reformas sem o líder do partido. Leia:

"Michel Temer desistiu. Após receber sucessivas críticas do líder de seu partido no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o presidente afirmou a aliados na noite de quinta (30) que, se o alagoano buscava o rompimento, conseguiu. A fagulha que levou à implosão da aliança foi um vídeo postado pelo senador na internet, no qual ele ataca propostas do governo. A decisão de usar as redes sociais para divulgar conteúdo explosivo rendeu um apelido a Renan no Planalto: 'Trump do agreste'.

Vai sem ele A ordem no Planalto é seguir com a defesa de reformas, como a da Previdência, sem contar com qualquer ajuda de Renan. Para o governo, o senador vinha sinalizando uma ruptura. 'Não existe casamento forçado', resumiu um auxiliar de Michel Temer.

É guerra O Planalto não engole a tese de que o senador está se realinhando com o PT só de olho na eleição em Alagoas. Acredita que Renan busca, acima de tudo, suporte em diversas alas da Casa para segurar o tranco que se aproxima com os desdobramentos da Lava Jato.

Nem aí Por enquanto, Renan tem feito graça da situação. Disse recentemente que 'nem lembrava mais como era bom ser oposição'. Sabe que pode atrapalhar os planos do governo. Como líder, tem a prerrogativa de indicar relatores de projetos e integrantes de comissões."

Por: www.brasil247.com
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

[DESTAQUE][btop]