POLÍTICA / Procurador-geral da República pede prisão imediatada de Aécio Neves

Janot argumenta que houve “flagrante por crime inafiançável

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entrou nesta segunda-feira (22) com um recurso no Supremo Tribunal Federal contra a decisão de Edson Fachin, responsável pela Lava Jato, de não prender o senador Aécio Neves (PSDB) e o deputado federal Rodrigo Loures (PMDB).

Apesar de não terem sido presos, ambos foram afastados de suas funções. O recurso pede que o ministro do STF reconsidere sua decisão e, em caso de negativa, requer que o recurso seja submetido, com urgência, ao plenário do Supremo.

De acordo com a PGR, a prisão é “imprescindível para a garantia da ordem pública e da instrução criminal, diante dos fatos gravíssimos imputados aos congressistas e do flagrante por crime inafiançável”. Aécio é investigado por suposta prática de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e obstrução à investigação.

Por: varelanoticias.com.br
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site VALBAHIANEWS.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][btop]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

JOGOS DA SEGUNDA RODADA DA COPA JACUÍPE.