FIQUE SABENDO! / Spinner está na moda, é febre em Feira, mas pode esconder riscos

Por aqui, é muito fácil de encontrar o brinquedo em inúmeras barracas de camelôs e lojas
Ainda estamos longe do dia das crianças, mas em Feira de Santana uma nova “febre” já começa a fazer a cabeça dos pequenos e dos seus pais. Um simples “brinquedo”, criado e batizado nos Estados Unidos como fidget spinner, (girador inquieto), chegou há algumas semanas ao Brasil, e já é um dos itens mais vendidos para crianças e adolescentes.

Por aqui, é muito fácil de encontrar o brinquedo em inúmeras barracas de camelôs e lojas. Mesmo sendo amplamente divulgado que o Spinner requer certos cuidados, os consumidores parecem não se importarem muito com a informação. Segundo vendedores do Feiraguai, as vendas têm crescido bastante e não existe um perfil de público específico, pois crianças, adolescentes e adultos procuram pelo brinquedo.

Ouvimos Augusto Lima de Souza, pai de Maria Laura, de 4 anos, que afirmou não ver problemas no Spinner, por acreditar que o brinquedo acaba estimulando a sua filha e desviando a atenção da TV e outros dispositivos tecnológicos, que podem ser prejudiciais. “Enquanto eu perceber que não oferece riscos, vou permitir que ela use sim. Sempre observo ela brincando, tenho cuidado para que não aproxime muito do rosto ou outras partes do corpo que possa machucar. Ela se distrai muito, é bom que sai um pouco desta questão de tecnologia. Creio que pode influenciar nos estudos, mas para o bem, pois trabalha a coordenação dela e estimula a mente”, disse.

A vendedora Magnólia Santos falou que está muito feliz com as vendas do spinner em suas lojas. “Muita gente vem procurar eles aqui, e novos modelos já estão chegando. Crianças, adultos e idosos têm procurado bastante, aqui nesta loja chegamos, há alguns dias, uma única pessoa comprou 800, mais a média é de mais ou menos 500. Já na outra loja, vendemos muito mais, chega a cerca de mil unidades por dia”, disse.

Outro vendedor disse que é um recorde de vendas no Feiraguai, um dos produtos que mais renda está dando aos vendedores. “Estamos vendendo cerca de 200 brinquedos por dia, mas se somar todos os boxes que vendem aqui, com certeza o número é muito grande”, ele ainda afirmou que os seus produtos são todos homologados, para evitar riscos.

Na cidade chegou a custar R$ 70 e agora nas novas encomendas já se pode achar de R$ 18. Já no varejo, os preços são a partir de R$ 20.

O que é, como surgiu e qual utilidade
De início, o invento parece não ter muita utilidade. Trata-se de um objeto de plástico ou metal, que pode ficar girando nos dedos entre 2 e 4 minutos, dependendo da energia com a qual for impulsionado. Ele não é vendido como um brinquedo comum, diversos sites e lojas que vendem o produto afirmam que ele tem propriedades terapêuticas e antiestresse. O Spinner foi inventado para servir como um passatempo que diminui a ansiedade e ajuda crianças com deficit de atenção e hiperatividade e acabou se tornando um brinquedo popular na mão das pessoas.

Muitos dos sites que o colocam à venda anunciam o spinner como um dispositivo “perfeito para a ansiedade, a concentração, o déficit de atenção, o autismo, a hiperatividade, o estresse ou até mesmo para perder maus hábitos”, descrições estas que muitos especialistas que já se pronunciaram sobre o brinquedo não confirmam, por ainda não haver um estudo amplo que comprove. O ato de ficar girando o fidget spinner, poderia servir por exemplo como um substituto de atividades e manias de quem é ansioso, como roer as unhas, girar canetas nos dedos ou ficar mexendo incessantemente no cabelo. A ideia é que essa atividade possa ajudar a amenizar os efeitos da ansiedade, do autismo e até de transtorno de stress pós-traumático.

Inmetro e Procon da Bahia alertam sobre os riscos que o brinquedo esconde
Apesar de ser o brinquedo do momento, o fidget spinner já começa a incomodar pais e professores, por ser viciante demais e oferecer alguns riscos. São várias as escolas no exterior, sobretudo as britânicas, que já proibiram seus alunos e entrar na sala de aula com esses aparelhinhos, e aqui na cidade não é difícil de se ver uma ou várias crianças brincando com ele. Diversos problemas também já foram registrados por conta do spinner, como machucados, casos de engasgamento e até explosões, embora todos tenham sido registrados fora do Brasil.

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) orienta os consumidores para o risco de acidentes envolvendo o spinner. Nos modelos movidos a motor, há o risco de engasgamento com as baterias de botão utilizadas no brinquedo.

O Inmetro alerta que esse brinquedo é contraindicado para crianças com idade inferior a 6 anos. Se a criança for mais nova e já tiver ganhado um Spinner, a recomendação do Inmetro é que o brinquedo seja retirado dela.

Como se trata de um brinquedo, a recomendação do Inmetro é que só sejam comprados peças com o Selo de Identificação da Conformidade do instituto. O problema é que a maioria dos brinquedos em circulação são vendidos em bancas de jornais e camelôs, sem qualquer fiscalização.

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor - PROCON/BA também alerta sobre os cuidados com o consumo do produto com a finalidade de preservar a vida, saúde e segurança dos consumidores. O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) abriu, investigação preliminar para apurar supostas irregularidades na comercialização do spinner. Para o PROCON-BAHIA, os produtos inseridos no mercado de consumo em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes são considerados impróprios e não oferecem segurança aos consumidores.

Por: jornalfolhadoestado
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site VALBAHIANEWS.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][btop]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]