ESPORTE / Bahia joga melhor, mas não consegue vencer a Chape: Veja os gols

Vindo de duas derrotas em sequência (Santos e Sport-PE) que culminaram com a demissão do técnico Jorginho e a aproximação da zona de risco, o Bahia até fez uma partida consistente no seu contexto geral, com maior domínio na etapa final e grande possibilidade de conquistar os três pontos, diga-se, merecidos, no entanto, não teve a mesma sorte (e eficiência) de quando enfrentou Ponte e Galo, e ficou apenas no empate em 1x1 na noite desta quarta-feira diante da Chapecoense, na Arena Condá. Túlio de Melo fez para os mandantes, enquanto Rodrigão garantiu o empate para o Esquadrão.
Com o resultado, o Bahia chegou aos 20 pontos e se manteve em 14º ainda em caráter provisório, podendo ser ultrapassado por Atlético-MG e São Paulo (ou Coritiba, já que ambos se enfrentam), no entanto, não corre risco de entrar na ZONA na rodada. No próximo domingo (dia 6), nova decisão pela frente, quando encara o São Paulo, às 16h, na Fonte Nova, onde não vence há CINCO jogos e nos últimos 15 pontos, somou apenas 2.

PRIMEIRO TEMPO
Primeiro tempo movimentado, porém de pouco futebol na Arena Condá, as melhores chances saíram em bola aérea. A Chape abriu o placar aos 19 minutos em falha conjunta da defesa tricolor que permitiu cruzamento de Apodi e desvio de Arthur entre os dois zagueiros (Tiago e Lucas) escorando para Túlio Melo se antecipar ao goleiro Jean - que saiu ao estilo caçador de borboletas - e tocar para o gol vazio.

O Bahia, apesar de não ter feito um 1º tempo de encher os olhos, teve posse de bola, trocou passes, buscou espaços, e igualou aos 38 minutos com Rodrigão (sempre ele) desviando cruzamento de Matheus Reis. QUARTO GOL do centroavante em 3 jogos como titular, mostrando faro de gols e o quanto fez falta um centroavante desse calibre nas primeiras rodadas da Série A. Certamente a situação seria bem diferente.

O principal alvo do 1º tempo foi o indeciso Mendoza, que não sabia se atacava ou se marcava o arisco Apodi que deu muito trabalho pelo lado direito, inclusive, o colombiano foi chamado à atenção várias vezes pelo técnico Preto Casagrande e o banco de reservas.

SEGUNDO TEMPO
A entrada do volante Juninho no lugar do apagado Régis deu uma nova cara ao Bahia que cresceu na partida, foi muito superior a Chape nos 45 finais, dominou os mandantes e só não saiu de campo com os três pontos pela falta de efetividade do setor de ataque e do milagre do goleiro Jandrei que impediu o gol tricolor na melhor chance criada no segundo tempo em cabeçada à queima roupa de Rodrigão.

Por: futebolbahiano
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][btop]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]