ESPORTE / Irreconhecível, Bahia perde para o Sport-PE e vê G-7 mais distante

Mesmo perdendo, o tricolor segue em 9º, porém agora há 3 pontos do G-7
Irreconhecível e com um atuação bem distante do que vinha apresentando nas últimas partidas, o Esporte Clube Bahia viu neste domingo sua invencibilidade de seis jogos sem derrotas (4 triunfos e 2 empates) ser quebrada ao perder para o Sport-PE, pelo placar de 1 a 0, na Ilha do Retiro, com gol do meia-atacante Marquinhos, aquele mesmo que já vestiu a camisa do Vitória. O resultado foi péssimo para as pretensões do tricolor baiano que sonhava entrar no G-7 já nessa rodada, porém não fez por merecer, jogou um futebol muito abaixo do que vinha produzindo e com o revés não só se afastou da zona classificatória para Libertadores, ficando agora há 3 pontos do 7º que é o Botafogo, como pode terminar a rodada na 10ª posição em caso de triunfo do Atlético-MG sobre o Coritiba.

Esta foi a 9ª derrota do Bahia atuando fora de Salvador, acumula ainda 6 empates e somente 3 triunfos. Apesar da derrota, o Esquadrão não perdeu nenhuma posição já que Chapecoense e São Paulo empataram, então, permanece em 9º com 49 pontos, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Galo. O próximo compromisso do tricolor é um chamado jogo de 6 pontos, contra a Chapecoense (9ª colocada com pontos), no próximo domingo (26), às 18 horas, na Arena Fonte Nova. Ambos brigam por vaga na Copa Libertadores.

O goleiro Jean, que novamente ensaiou seu primeiro gol de falta porém parou na barreira, resumiu bem o que aconteceu nos primeiros 45 minutos. “O Sport foi melhor que a gente no primeiro tempo, criaram várias chances de gol”.

Apático, o Bahia não jogou bola no primeiro tempo que começou truncado até que o Sport se encontrou em campo, cresceu e passou a criar oportunidades, algo que o tricolor não fez, definitivamente. Optou por trabalhar a bola, pacientemente e apostar nos raros contra-ataques. O rubro-negro foi mais agressivo e aproveitou-se da displicência dos tricolores para abrir o placar com Marquinhos, aos 38 minutos.

No segundo tempo, o Bahia seguiu sem se encontrar em campo, totalmente desligado, completamente diferente do Bahia das últimas partidas. O ataque, que vinha voando, sem inspiração e improdutivo. Somente na parte final o time despertou, mas ainda sonolento e sem aquela vibração necessária que o credenciasse a conquistar ao menos um empate, que seria essencial neste momento em que caminhamos para reta final decisiva e crucial.

As melhores chances do tricolor no 2º tempo saíram em bela cobrança de falta de Jean que parou no travessão de Magrão e com o colombiano Mendoza que quis enfeitar demais e perdeu excelente oportunidade do empate. Por falar no goleiro Jean, se não fosse ele, na etapa final, o Sport teria vencido facilmente e por um placar mais largo. Foram três defesas difíceis impedindo que o adversário matasse o jogo antes dos 35 minutos.

Por: futebolbahiano
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

[DESTAQUE][btop]