POLÍTICA / Ministro determina quebra de sigilos bancário e fiscal de Aécio Neves

O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello determinou, nesta quinta-feira (7), a quebra de sigilos bancário e fiscal do senador Aécio Neves (PSDB-MG) no período de 1º de janeiro de 2014 a maio de 2017.
Na decisão, o ministro também estabeleceu as quebras de sigilo da irmã de Aécio, Andréa Neves, do primo e assistente do senador, Frederico Pacheco de Medeiros, e de Mendherson Souza, ex assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

Conforme denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo, Aécio pediu e recebeu de Joesley Batista, proprietário da JBS, propina de R$ 2 milhões. A quantia teria sido pedida pela sua irmã para efetuar o pagamento do advogado de defesa do senador. Para a PGR, o dinheiro, no entanto, era referente a favores prestados pelo senador ao grupo J&F.

Já Frederico Pacheco e Mendherson Souza são acusados de intermediarem o recebimento dos valores, entre os meses de abril e maio deste ano, em quatro parcelas de R$ 500 mil em espécie.

Por: metro1
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

[DESTAQUE][btop]