BRASIL / ODEBRECHT SE PREPARA PARA RETOMAR OS NEGÓCIOS E NOMEIA NOVOS EXECUTIVOS

No encontro que ocorreu na sede da empresa em Salvador, no final do ano passado, reunindo mais de 200  executivos, o grupo Odebrecht definiu sua nova estrutura de gestão. A empresa terá apenas dez negócios, quando em dezembro de 2015 haviam 15 negócios.
Foram unificados os negócios de Engenharia e Construção, houve a extinção de empresas, e a  criação de uma nova companhia que vai gerir o que sobrou das áreas de defesa e construção naval.  Os novos executivos da empresa já foram nomeados.

Na nova grade de negócios, as cinco áreas de Engenharia e Construção (Brasil e exterior) foram concentradas em duas: Infraestrutura e Industrial, ambas com atuação internacional e cada uma com seu respectivo líder. Os negócios e seus gestores são os seguintes:

Odebrecht Industrial - Flavio Faria
Odebrecht Infraestrutura - Flavio Januário
Braskem - Fernado Musa
OR  - Negócio Imobiliário, Marco Siqueira
Odebrecht Transport (concessões de infraestrutura no Brasil), Juliana Baiardi
Agroindustrial (de etanol e açúcar) - Luiz Mendonça
Óleo e Gás (exploração de petróleo) - Roberto Simões
Empresa de Construção Naval (ECN) - Fernando Barbosa para abrigar o Estaleiro Enseada e o projeto de um submarino

Luciano Guidolin foi recrutado na Braskem passará a ocupar o cargo de vice-presidente de Investimentos e Análise de Risco da holding. A holding criou também a vice-presidência de Comunicação e Sustentabilidade, assumida por Marcelo Lyra, também oriunda da Braskem. Olga Pontes também foi recrutada para ser a diretora-chefe de compliance.

Nilton Sérgio de Souza, homem de confiança de Emílio, está no comando do grupo desde a prisão de Marcelo, em junho de 2015. O foco da companhia, neste momento, é aprimorar a governança, adotar procedimentos de conformidade (compliance) em cada negócio, reestruturação organizacional e a venda de ativos.

Em cada empresa foi criado um comitê de compliance, vinculado ao conselho de administração. Já foram contratados diretores e pessoas de apoio que somam 40 profissionais para cuidar disso. No intuito de mostrar mais transparência, foi definido que os conselhos das empresas terão 20% ou no mínimo dois conselheiros independentes.

Por: www.bahiaeconomica.com.br / com informações do Valor Econômico
“Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem… Se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!”
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

SEJAM BEM VINDOS! TRABALHAMOS COM APOIO DE:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

[DESTAQUE][btop]