FIQUE SABENDO! / PLANALTO ASSUME NEGOCIAÇÃO DA BASE DE ALCÂNTARA COM OS EUA

O Planalto resolveu escancarar o entreguismo; José Serra, Ministro das Relações Exteriores, confirmou que oferecerá aos americanos um acordo sobre a estratégica base de Alcântara (MA); segundo ele, esta é uma das primeiras providências nas relações com o novo presidente americano, Donald Trump; a administração de Michel Temer já prepara a minuta do contrato a ser apresentado aos americanos; a ideia é oferecer a eles acesso a centro de lançamento —cobiçado por sua posição estratégica junto à Linha do Equador— para poder, em troca, usar os equipamentos fabricados pelos potenciais parceiros; devido a ameaça à soberania e às poucas garantias à indústria nacional, o acordo havia sido enterrado pelo governo Lula
O Planalto resolveu escancarar o entreguismo. José Serra, Ministro das Relações Exteriores, confirmou que oferecerá aos americanos um acordo. Segundo ele, esta é uma das primeiras providências nas relações com o novo presidente Americano, Donald Trump. A administração de Michel Temer assumiu que já prepara a minuta do contrato a ser apresentado aos americanos. A ideia é oferecer a eles acesso a centro de lançamento —cobiçado por sua posição estratégica junto à Linha do Equador— para poder, em troca, usar os equipamentos fabricados pelos potenciais parceiros. Devido à ameaça à soberania e às poucas garantias à indústria nacional, o acordo havia sido enterrado pelo governo Lula ainda em seu primeiro mandato.

As informações são de reportagem de Eliane Oliveira, Gabriela Valente e Roberto Maltchik em O Globo.

"- Vamos tomar a iniciativa de propor a reabertura de negociação em torno de vários acordos e tratados que não se concretizaram. Um deles se refere à base de Alcântara. O assunto foi muito debatido no passado e, agora, vamos tentar uma parceria — revelou Serra.

O uso dos modernos sistemas espaciais dos Estados Unidos, jamais obtidos pela indústria nacional, porém, não significará transferência tecnológica ao setor privado brasileiro. Pelo contrário: para que a negociação avance, o Brasil terá que aprovar uma lei que indique de forma técnica e pormenorizada a proteção que será dada a todo componente tecnológico manipulado em solo brasileiro. Se parte das exigências dos EUA forem alteradas pelos parlamentares do Brasil, e as mesmas forem consideradas insatisfatórias pelos congressistas americanos, não tem negócio."

Por: www.brasil247.com
“Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem… Se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!”
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

SEJAM BEM VINDOS! TRABALHAMOS COM APOIO DE:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]