REGIÃO / Prefeito de Capela do Alto Alegre é eleito presidente do Consórcio do Jacuípe; 16 municípios fazem parte

Dr Nei como é conhecido o novo presidente, terá a missão de lutar pelo seu município e mais 15 do território da Bacia do Jacuípe nos próximos dois anos
Consenso garantiu a escolha pelo prefeito de Capela para presidir o consórcio nos próximos dois anos
O prefeito do Município de Capela do Alto Alegre, Claudinei Xavier Novato (PCdoB), foi eleito por aclamação, durante assembleia realizada em Pintadas na manhã de quinta-feira (05), presidente do Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território Bacia do Jacuípe (Consórcio do Jacuípe).

Além de Dr. Nei, como é conhecido o novo presidente, a diretoria é composta por dois conselheiros e, também por aclamação, foi eleito o prefeito de Nova Fátima José Adriano Santos Pereira (PP) e de Quixabeira Reginaldo Sampaio Silva (PMDB), além do secretário executivo, Silvanei Santos Araújo.
Dr Nei (centro) Adriano a direita da foto e no lado oposto Reginaldo
A princípio, Adriano Pereira e Reginaldo Sampaio, colocaram seus nomes para a disputa da presidência, mas recuaram e decidiram apoiar e fazer parte da chapa única encabeçada por Dr. Ney.
Ouça reportagem com Vilmara de Assis que conversou com Dr. Nei
O prefeito de Nova Fátima, Adriano Pereira destacou a importância do consórcio como entidade forte e não poderia sair divido, pois ficaria fragilizado para conseguir os recursos que os municípios necessitam para seus desenvolvimentos. “Na verdade, eu não desistir da disputada e sim decidir pela composição pelo fortalecimento da entidade”, falou o progressista.
Assembleia só não contou com a presença de Zé Filho, prefeito de Riachão do Jacuípe
Consenso também foi à palavra chave usada pelo prefeito de Quixabeira, Reginaldo Sampaio, para retirar seu nome da disputada e apoiar o colega de Capela do Alto Alegre. “Neste momento é necessário muita união para que possamos desenvolver no território políticas públicas que venham melhorar a vida do povo e nós nos colocamos a disposição”, externou Sampaio,

O consórcio da Bacia do Jacuípe foi fundado em 14 de outubro de 2011 após um longo processo de articulação para o desenvolvimento de política territorial em 14 municípios, ou seja, Baixa Grande, Capela do Alto Alegre, Ipirá, Mairi, Gavião, Pé de Serra, São José do Jacuípe, Serra Preta, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Nova Fátima, Pintadas, Quixabeira, Riachão do Jacuípe e recentemente  recebeu a adesão de Serrolândia e Capim Grosso.
Valcyr Rios primeiro presidente do Consórcio estava com a função de diretor e assim com Eliezer se despede do cargo
Trata-se de uma associação de direito público que tem como objetivo a realização de serviços públicos nas áreas de abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem e manejo de águas pluviais, gestão de resíduos sólidos, gestão ambiental compartilhada, habitação de interesse social, manutenção de estradas vicinais, implantação de abatedouros e frigoríficos regionais, capacitação de gestores municipais, educação profissional, saúde, projetos de apoio à agricultura familiar, a segurança alimentar e nutricional, entre outras, constituído por 16 municípios com identidade sociocultural e proximidade geográfica.
A sede do Consorcio fica a 25 km de Capela município que Dr Nei governa
Pelo estatuto, a sede do consórcio será Pintadas, levando em consideração sua posição geográfica, entretanto o Dr. Nei adiantou ao CN que colocará em pauta na próxima assembleia, que haja uma mudança e que passe a ser na cidade onde reside o presidente por uma questão de logística.

Desde que foi fundado, o consórcio sempre teve a frente um petista, pois, o PT era majoritário entre os prefeitos. O primeiro presidente foi o então prefeito de Pintadas, Walcyr Rios (outubro/2011 a janeiro/2013), seguido de Eliezer Costa de Oliveira, reeleito prefeito de Quixabeira em 2012, ficando por quatro anos a frente da entidade.
Eliezer Costa deixa presidência depois de cumprir dois mandatos seguidos
Com a derrota de Dourenilson Firmo Pereira da Silva, candidato a prefeito apoiado por Eliezer em Quixabeira e da deputada Neusa Cadore, que pretendia voltar a Prefeitura de Pintadas com apoio de Walcir Rios, ambos do PT, o consórcio passou a ser comandado pelo PCdoB, que elegeu três prefeitos, dos 16.

O ex-prefeito de Quixabeira, Eliezer Costa, falou ao CN, que no período que esteve à frente do consórcio, e pode desenvolver numa parceria com o Governo Federal a construção de cisternas e barreiros do programa segunda água, está deixando para nova gestão um convênio de regularização fundiária através da CDA e outro do Governo do Estado, que é a regulamentação para comercialização de produtos animal dentro do território, que segundo ele é um problema sério que tem enfrentado junto a ADAB, entre outras ações.

Conheça os prefeitos que fazem parte do consórcio do Jacuípe
Da esquerda para a direita: Batista (Pintadas) Rogério (Serra Preta), Manoel (Várzea do Poço) Marcelo (Ipirá), Lydia (Capim Grosso), Reginaldo (Quixabeira), Claudinei (Capela do A. Alegre) e Adriano (Nova Fátima)
Pintadas – Após tentar em 2012, João Batista Ferreira Almeida (DEM – Batista da Farmácia), vence a eleição em 2016, interrompendo o clico petista que vinha administrado o município há 20 anos. Batista da Farmácia foi um os articuladores para impedir que petistas permanecessem à frente do consócio, em especial o secretário executivo Walcyr Rios, potencial candidato a prefeito pelo PT em 2020.

Serra Preta – Doze anos fora do processo eleitoral, Rogério Serafim Vieira de Sousa, conhecido por Aldinho, ex-vereador e filho de ex-prefeito, foi eleito pelo PTN.  Aproveitou a oportunidade na assembleia para solicitar as máquinas do consorcio para trabalhar no município. Ele pretende duplicar a via de acesso que liga a estrada do feijão (BA 052), ao centro do Distrito de Bravo.

Várzea do Poço – Manoel Carneiro Filho (PCdoB – Carneiro), venceu o pleito com apoio do ex-prefeito Paulo José Ferreira, que por oito administrou o município e foi eleito pela primeira vez pelo PSDB, migrando para o PCdoB, por onde se elegeu em 2012 e elegeu seu sucessor.

Ipirá – O maior município do território cuja área é quase duas vezes superior à área dos cinco municípios cuja dimensão é inferior a 400 km², será administrado pelo advogado Marcelo Antonio Santos Brandão (DEM). O município viveu os últimos quatro anos de muita tensão politica, como renuncia e morte de prefeito, além da realização extraordinária para escolha de um novo prefeito pela Câmara de Vereadores.

Capim Grosso – A médica Lydia Fontoura Pinheiro (PR), retorna a Prefeitura pela segunda vez. Na eleição de 2008, perdeu a eleição para o advogado Itamar Rios, e teve o registro de candidatura cassado, assumiu em seu lugar o então vice-prefeito, João Dias de Souza (DEM), que também foi cassado pela Justiça Eleitoral e Lydia foi empossada juntamente Sivaldo Rios (PSDB), vice-prefeito em sua chapa. Em 2010, a médica renunciou alegando problemas de saúde e voltou em 2016, vencendo a esposa do Democrata Itamar Rios, Andreia Andrade de Souza. Lydia é a única prefeita do território.

Quixabeira – Reginaldo Sampaio Silva (PMDB), mais conhecido por Reginaldo de Lídio, disputou três eleições para prefeito (2008/2012/2016), perdendo duas (2008/2012) para Eliezer Costa e em 2016 venceu o petista Dourenilson Firme Pereira da Silva com 51.08% dos votos válidos.

Capela do Alto Alegre – Claudinei Xavier Novato (PCdoB), volta ao município após 04 anos e desde que ganhou a eleição em outubro do ano passado vem conversando com os colegas sobre seu desejo e presidir o Consórcio por entender que é o melhor mecanismos de promover o desenvolvimento dos municípios neste momento de crise. Ele não esconde sua insatisfação com a UPB e CNM, que recebem suas mensalidades já descontadas nas cotas do PFM e reconhece que as ações via os consórcios tem melhorado a vida das pessoas e cita por exemplo as questões hídricas.

Nova Fátima – José Adriano Santos Pereira (PP), após tentar ser prefeito em 2000 e se eleger o vereador mais votado em 2004, 2008 e 2012, o progressista derrotou o empresário Amado Cunha (PR), que disputava a reeleição.
Da esquerda para à direita: Erismar (São José do Jacuípe), Heraldo (Baixa Grande), Joilson (Pé de Serra), Raul ( Gavião), Lourivaldo ( Várzea da Roça) , José Bonifácio (Mairi) e Gonçalves ( Serrolândia)
São João do Jacuípe – Erismar Almeida Souza, desconhecido do meio político, é o prefeito mais jovem do território. Com apenas 37 anos, Erismar de Amadinho, derrotou Maria das Dores Moreira dos Santos Almeida (PSD), cujo nome nas urnas foi Dore de Almeida, esposa do ex-prefeito Antonio Roquildes Vilas Boas Almeida (Almeida), que tinha impedimento pela lei da ficha suja e indicou a esposa.

Baixa Grande – O médico Heraldo Alves Miranda, aos 69 anos, voltou para administrar Baixa Grande pela terceira vez. Dr. Heraldo tentou a prefeitura em 2012, foi derrotado pelo petista Pedro Lima Neto e em 2016 obteve 51% válidos e tem como vice-prefeito outro experiente politico, Ubiramir Kuhn Pereira, conhecido por Mimi, 71 anos de idade.

Pé de Serra – O democrata Antonio Joilson Carneiro Rios, tentou a Prefeitura em 2012 e foi derrotado pelo então prefeito Hildefonso Vitório dos Santos, que faleceu em dezembro de 2015, assumindo o vice-prefeito Edgar Carneiro Miranda (PP), que tentou a reeleição, porém não obteve êxito eleitoral, sendo derrotado por Joilson. No território do Jacuípe, apenas Amado Cunha e Edgar Miranda foram para disputa da reeleição.

Gavião – O Social Democrata Raul Soares Moura Junior (Rauzinho), venceu com a maior folga eleitoral do território, ou seja, 63,65% dos votos válidos, derrotando o engenheiro e ex-prefeito por três vezes, Joaquim Cunha (PSDB).

Várzea da Roça – Lourivaldo Souza Filho, fiel ao PMDB, partido por onde sempre disputou as eleições, tentou a reeleição em 2012, mas não obteve êxito eleitoral. Em 2016, voltou às urnas e venceu o comunista Danillo Santos Sales Rios, mais conhecido por Danilo de Deraldo. Dos municípios onde o PCdoB apresentou candidato a prefeito, Várzea da Roça foi o único que foi derrotado.

Mairi – José Bonifácio Pereira da Silva, conhecido por Jobope, é o único petista a frente dos municípios do território do Jacuípe. Em 2012 ele tentou a reeleição para vice-prefeito na chapa com Antonio Cedraz Carneiro (PMDB – Antonio Capeta), mas foi derrotado pelo Democrata Trabalhista Raimundo de Almeida Carvalho, (Raimundo Dentista). Quatro anos depois, o dentista migra para o PSD e vai para disputa da reeleição e é derrotado por Jobope.

Serrolândia – José Gonçalves de Oliveira (PCdoB – Gonçalves do Sacolão), sem experiência política, mas com habilidade na condução de empreendimentos comerciais. Ele assumiu um governo de continuidade com a bandeira comunista.

Riachão do Jacuípe – O prefeito José Ramiro Ferreira Filho (PSD – Zé Filho), foi o único que não compareceu a assembleia. Zé foi eleito pela minoria dos eleitores do município, ou seja, 34,59% dos votos válidos. No território, foi o pleito mais disputado com três candidatos com boas densidades eleitorais.

Por: CN
“Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem… Se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!”
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

SEJAM BEM VINDOS! TRABALHAMOS COM APOIO DE:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][grids]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

[DESTAQUE][btop]