POLÍTICA / Afastado pelo STF, ministro do Trabalho pede demissão do cargo; Padilha assume

Helton Yomura (PTB), ministro do Trabalho afastado pelo Supremo Tribunal Federal por suspeita de corrupção, enviou carta de demissão a Michel Temer; Eliseu Padilha acumulará Casa Civil e ministério do Trabalho
Helton Yomura (PTB), ex-ministro trabalho | Agência Brasil
Afastado do cargo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Helton Yomura, ministro do Trabalho, decidiu pedir demissão do cargo nesta quinta-feira (5). Ele é suspeito de favorecer esquemas corruptos de seu partido, o PTB, em sua curta passagem pelo ministério. Em seu lugar, Eliseu Padilha assumirá o cargo, acumulando as funções de ministro da Casa Civil e do Trabalho.

Em nota à imprensa, o Palácio do Planalto informou que Michel Temer (MDB) recebeu e aceitou o pedido de exoneração do ministro do Trabalho . "O presidente agradeceu sua dedicação à frente da pasta", diz a nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

Um dos alvos da operação Registro Espúrio, deflagrada nesta quinta (5) pela Polícia Federal (PF), o ministro Helton Yomura  prestou depoimento na superintendência do órgão, em Brasília, acompanhado por seu advogado, e depôs por cerca de uma hora.

O depoimento foi tenso, e, em dado momento, o ex-ministro, que manteve silêncio durante o interrogatório, se negou a revelar a senha de seu celular aos policiais. Os investigadores suspeitam que, na gestão de Yomura, quem realmente dava as cartas no ministério eram Roberto Jefferson, presidente do PTB, e Cristiane Brasil, filha de Jefferson impedida judicialmente de assumir a pasta.

Deflagrada no dia 30 de maio para apurar a suspeita de fraudes no registro de sindicatos junto ao Ministério do Trabalho, a Operação Registro Espúrio deixou o Ministério temporariamente sem comando. A pedido da PF e da Procuradoria-Geral da República (PGR), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, determinou o afastamento de Yomura.

Após escândalo com ministro do Trabalho, Jefferson desiste da pasta
Uma das condições para que o PTB apoiasse o impeachment de Dilma Rousseff (PT) era que a legenda ficasse com o ministério do Trabalho. Michel Temer acatou o pedido, mas, após uma série de controvérsias, que resultaram no afastamento do ministro Helton Yomura da pasta pelo Supremo Tribunal Federal, o partido comandado por Roberto Jefferson comunicou ao Planalto que abre mão do ministério, deixando seu futuro à disposição de Temer.

Após deflagrado o escândalo, PTB e Jefferson assinaram uma nota sobre o tema. "Pessoalmente, insisto: não participei de qualquer esquema espúrio no Ministério do Trabalho. E acrescento que minha colaboração restringiu-se a apoio político ao governo para que o partido comandasse a pasta", escreveu o líder da legenda sobre a saída do ministro do Trabalho .

Com informações da Agência Brasil
Este espaço não tem, e nunca teve, fins lucrativos. As eventuais propagandas são veiculadas gratuitamente, isso quando acho que merecem divulgação. Diferente do que muitos pensam, não ganho e nunca ganhei nada por acessos e/ou outras formas, com exceção da Várzea Net, pois eles me fornecem a internet, e as vezes, bem eventualmente, recebo algumas pequenas doações. Faço esse trabalho com amor, e venho tentando, de alguma forma, desfazer o que a maioria da imprensa porca e parcial, da região, vem fazendo. Não acredito que uma imprensa que se diz imparcial fique ganhando de prefeituras e/ou de qualquer político para expor seus trabalhos ou até divulgar banners dos mesmos nesses sites e blogs ditos imparciais. Damos boas vindas e agradecemos a todos pela visita. Este site é dedicado a todos os Varzeanos que estão em outras cidades e estados do Brasil, e que sentem saudades de tudo de Bom que tem neste lugar (Várzea da Roça/BA). Fiquem a vontade para acompanhar ao máximo as notícias e informações aqui divulgadas. Aproveitem para ouvir a Rádio Ouricuri.
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

top ads

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA:

[VÁRZEA DA ROÇA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO:

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA:

[POLÍTICA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO MEIO AMBIENTE:

[MEIO AMBIENTE][stack]