Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Este site é dedicado a todos Varzeanos que estão em outras cidades e estados do brasil, com saudade de tudo de bom que tem neste lugar (Várzea da Roça-BA ). Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas. Aaproveitem para ouvir a Rádio Ouricuri.

MEIO AMBIENTE / Cupins construíram a maior estrutura do planeta no Nordeste

Durante milênios, um minúsculo inseto ergueu uma das maiores estruturas jamais criadas por um ser vivo. Uma espécie de cupim, considerado uma praga na cidade, escavou milhões de montículos no nordeste do Brasil. Mesmo sendo conhecidos pelos habitantes locais, sua extensão real só pôde ser comprovada após o desmatamento e os satélites revelarem sua grandeza: mais de 230.000 quilômetros quadrados salpicados de montes de terra divididos de forma regular, quase matemática.
Os montículos sempre estiveram bem escondidos entre a vegetação seca da região (a caatinga) e geralmente quase não é possível vê-los. Os de fora só puderam observá-los após uma porção de terra ter sido desmatada para pastos”, diz o pesquisador da Universidade Estadual de Feira de Santana e coautor do estudo, Roy Funch. “Alguns moradores locais pensavam que haviam sido erguidos por cupins, formigas e outra criatura parecida. Mas para muitos, simplesmente estavam lá, formações naturais feitas por Deus que sempre existiram”, afirma.
Sempre não, mas há pelo menos 3.800 anos. A datação de uma amostra de murundus (como esses montículos são conhecidos na região) indica que muitos deles estão lá há milênios, o que os transforma em uma das estruturas de origem biológica mais antigas. E também não são obra divina e sim do Syntermes dirus, um cupim. Melhor dizendo, de colônias e colônias deles. Mas não são seus ninhos. É a terra que os insetos escavam enquanto buscam folhas caídas para alimentar a colônia.

O estudo aprofundado dos murundus, publicado agora na revista Current Biology, mostra que há mais de 200 milhões divididos por 230.000 quilômetros quadrados da caatinga dos Estados da Bahia e Minas Gerais, uma extensão comparável à de todo o Reino Unido. Os autores do estudo estimaram uma densidade de 1.800 montículos por quilômetros quadrado. “É, de longe, a maior e mais extensa estrutura animal jamais encontrada”, afirma o entomologista da Universidade de Salford (Reino Unido) e coautor do estudo, Stephen Martin. Especialista em insetos sociais, Martin ajudou Funch a desvendar todos os mistérios dos murundus.

Tudo é enorme aqui. Cada montículo é formado por 50 metros cúbicos de solo, de modo que os cupins precisaram escavar 10 quilômetros cúbicos de terra, o equivalente ao necessário para levantar 4.000 pirâmides como a de Gizé. Mas mais do que a quantidade de terra movida, o que intriga os cientistas é a regularidade. Com pequenas variações, os montículos têm uma altura média de dois metros e meio e uma base de nove metros. Também fascina como estão regularmente distribuídos sobre o terreno. Os montículos distam entre si 20 metros em média, de modo que formam padrões geométricos regulares visíveis do ar e espaço. “Vistos de cima, formam um padrão, sempre aproximadamente com o diâmetro de dois montículos de distância entre um e outro, e nunca se tocam”, diz Funch.

A intriga tem a ver com dinâmicas de caráter biológico. De acordo com os autores do estudo, os cupins liberam duas substâncias químicas que criam uma espécie de mapa de feromônios que permite aos cupins “minimizar o tempo do trajeto de qualquer ponto da colônia ao montículo de entulho mais próximo”. Isso daria o limite inferior à distribuição dos murundus. O exterior viria da interação entre os mapas de feromônios das diversas colônias de cupins.

Esse mecanismo relacionaria os murundus do Brasil com outras criações geométricas naturais, como os círculos de fadas da Namíbia e Austrália e os mima do norte da América. Em todos esses casos parece funcionar um processo de difusão-reação já postulado pelo matemático, informático (e cada vez mais biólogo) Alan Turing.

Por: elpais
“Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem… Se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!”
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

SEJAM BEM VINDOS! TRABALHAMOS COM APOIO DE:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA

[VÁRZEA DA ROÇA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

[POLÍTICA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]