SAÚDE / Bahia registra aumento de 667% em número de casos de dengue

Porcentagem refere-se à comparação entre janeiro a agosto deste ano em relação ao mesmo período de 2018
Porcentagem refere-se à comparação entre janeiro a agosto deste ano em relação ao mesmo período de 2018
Foto: Divulgação

Dados divulgados pelo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) nesta segunda-feira (2) apontaram crescimento de 667% em casos de dengue na Bahia de janeiro a agosto em comparação com o mesmo período do ano passado. O levantamento apontou a notificação de 56.342 casos prováveis (excluídos os descartados), com coeficiente de incidência de 380,4 casos para cada 100 mil habitantes.

Dentre os casos prováveis, 18.801 (29,8%) foram categorizados como dengue clássico, 1.549 casos (2,4%) como dengue com Sinais de Alarme (DCSA), 82 (0,1%) como dengue grave e 10.205 casos (16,1%) permanecem em investigação – outros 25.705 casos (40,7%) foram classificados como inconclusivos.

O Boletim Epidemiológico de Arboviroses também mostrou aumento no número de pessoas com suspeita de chikunguya: foram 4.375 casos prováveis e 29,5 casos por 100 mil habitantes no período analisado, representando uma alta de 23,5% em relação ao mesmo período de 2018. Já as ocorrências de pessoas com suspeita de zika subiram 62,3% – foram 1.724 casos suspeitos ou 11,6 casos por 100 mil habitantes.

Segundo o informe, 26,4% dos municípios baianos registraram notificações simultâneas de casos de dengue, chikungunya e zika, ao passo que 8,9% dos municípios baianos não notificaram casos prováveis/suspeitos para as três arboviroses. Feira de Santana foi o município que apresentou o maior quantitativo de amostras positivas para dengue (23,3%) e para zika (11,4%). Já Salvador registrou a maior porcentagem de amostras positivas para chikunguya, com 32,8%.

Em relação aos óbitos confirmados laboratorialmente, foram registrados 29 casos, sendo 12 apenas em Feira de Santana. A taxa de letalidade por dengue dos casos notificados com sinais de alarme e grave na Bahia foi de 1,8%.

Por: bahia.ba
Este espaço não tem, e nunca teve, fins lucrativos. As eventuais propagandas são veiculadas gratuitamente, isso quando acho que merecem divulgação. Diferente do que muitos pensam, não ganho e nunca ganhei nada por acessos e/ou outras formas, com exceção da Várzea Net, pois eles me fornecem a internet, e as vezes, bem eventualmente, recebo algumas pequenas doações. Faço esse trabalho com amor, e venho tentando, de alguma forma, desfazer o que a maioria da imprensa porca e parcial, da região, vem fazendo. Não acredito que uma imprensa que se diz imparcial fique ganhando de prefeituras e/ou de qualquer político para expor seus trabalhos ou até divulgar banners dos mesmos nesses sites e blogs ditos imparciais. Damos boas vindas e agradecemos a todos pela visita. Este site é dedicado a todos os Varzeanos que estão em outras cidades e estados do Brasil, e que sentem saudades de tudo de Bom que tem neste lugar (Várzea da Roça/BA). Fiquem a vontade para acompanhar ao máximo as notícias e informações aqui divulgadas. Aproveitem para ouvir a Rádio Ouricuri.
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

top ads

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA:

[VÁRZEA DA ROÇA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO:

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA:

[POLÍTICA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO MEIO AMBIENTE:

[MEIO AMBIENTE][stack]