SÃO PAULO / Aulas canceladas, Tietê transbordado e enchentes: chuva paralisa São Paulo

O temporal que caiu entre a madrugada e a manhã de hoje paralisou São Paulo

Vista da Ponte do Jaguaré, na Marginal Pinheiros, para o Ceagesp alagado
Vista da Ponte do Jaguaré, na Marginal Pinheiros, para o Ceagesp alagado
Com alagamentos, quedas de árvores e congestionamentos, escolas e repartições públicas pararam de funcionar, e autoridades pediram à população para evitar sair de casa. Não há registro de feridos até o momento na capital.
Panorama de alagamento na Marginal Pinheiros, na altura da Cidade Universitária
A cidade está em estado de atenção, com registro de pontos de alagamentos. Os rios Tietê e Pinheiros transbordaram, tornando alguns trechos das marginais intransitáveis e obrigando a prefeitura a suspender o rodizio de veículos.

Três pessoas estão desaparecidas em Botucatu, no interior do estado, segundo a Defesa Civil.

Em horas, metade da chuva esperada para um mês
A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente informou que choveu 66% do total esperado para o mês em cerca de três horas. A previsão é de que a chuva continue durante toda a tarde, diminua na terça-feira (11) e pare na quarta-feira (12).

De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências, órgão da prefeitura), áreas de instabilidade associadas a chegada de uma frente fria provocaram chuva com intensidade variando entre moderada a forte em um período de aproximadamente três horas, o que formou alagamentos e transbordamentos de rios e córregos em toda cidade.

Aulas suspensas e serviços públicos paralisados
Ao todo, 37 escolas estaduais e 43 municipais tiveram as aulas suspensas. Colégios privados também foram afetados pela forte chuva e interromperam a programação normal.

Órgãos importantes, como PF (Polícia Federal), Justiça e MPF (Ministério Público Federal) também tiveram trabalhos interrompidos.

Segundo a prefeitura, 41 unidades básicas de saúde não abriram hoje por causa das enchentes.

Rios Pinheiros e Tietê transbordados
Com o grande volume de água, o rio Tietê transbordou e o Pinheiros atingiu o maior nível de água desde 1967. As marginais tiveram trechos travados.

O rodízio de veículos foi suspenso no início da manhã — situação que se mantém durante todo o dia.

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) chegou a interromper a operação em três de suas linhas (7-rubi, 8-diamante e 9-esmeralda). Segundo atualização das 14h31 do site da empresa, só a linha 9, instalada ao lado da marginal Pinheiros, tem trechos bloqueados no momento —os trens só circulam entre Grajaú e Santo Amaro.

O metrô opera normalmente.

Covas não usou toda verba de combate a enchentes
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que pessoas que perderam algum bem podem solicitar às subprefeituras isenções no IPTU.

Por meio de nota, o governador João Doria, em viagem em Dubai, afirmou que desde cedo acompanhou a situação da chuva que atingiu São Paulo.

No último ano, o orçamento da cidade de São Paulo destinou R$ 300 milhões para combater enchentes e alagamentos, mas Covas só aplicou R$ 50 milhões. Também havia R$ 4 milhões orçados para investimentos no sistema de drenagem, e nada foi gasto.

Em 2017 e 2018, o então prefeito e atual governador, João Doria (PSDB) aplicou cerca de um terço de toda a verba orçada para combate a enchentes e alagamentos: de R$ 824 milhões, inseriu R$ 279 milhões.
Carros tentam atravessar trecho alagado na ponte Cidade Jardim, em São Paulo
Vista da Marginal do Rio Tietê, sentido Rodovia Ayrton Senna, da Ponte Julio de Mesquita Neto, em São Paulo
Marginal Pinheiros, na altura da ponte Cidade Jardim, travada após forte chuva atingir São Paulo
Alagamento e trânsito na região na Marginal Tietê, na Ponte da Casa Verde
Carros submersos na Marginal Tietê, na altura da Ponte das Bandeiras
Por: uol
Este espaço não tem, e nunca teve, fins lucrativos. As eventuais propagandas são veiculadas gratuitamente, isso quando acho que merecem divulgação. Diferente do que muitos pensam, não ganho e nunca ganhei nada por acessos e/ou outras formas, com exceção da Várzea Net, pois eles me fornecem a internet, e as vezes, bem eventualmente, recebo algumas pequenas doações. Faço esse trabalho com amor, e venho tentando, de alguma forma, desfazer o que a maioria da imprensa porca e parcial, da região, vem fazendo. Não acredito que uma imprensa que se diz imparcial fique ganhando de prefeituras e/ou de qualquer político para expor seus trabalhos ou até divulgar banners dos mesmos nesses sites e blogs ditos imparciais. Damos boas vindas e agradecemos a todos pela visita. Este site é dedicado a todos os Varzeanos que estão em outras cidades e estados do Brasil, e que sentem saudades de tudo de Bom que tem neste lugar (Várzea da Roça/BA). Fiquem a vontade para acompanhar ao máximo as notícias e informações aqui divulgadas. Aproveitem para ouvir a Rádio Ouricuri.
top ads
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

top ads

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA:

[VÁRZEA DA ROÇA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO:

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA:

[POLÍTICA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO MEIO AMBIENTE:

[MEIO AMBIENTE][stack]