ECONOMIA / Igrejas fraudam a Receita Federal para pagar 'lucros' aos pastores com maior 'rebanho'

Igrejas estão usando de artifícios contábeis para pagar lucros ou remuneração variável aos pastores por intermédio da remuneração deles, que é isenta de tributos.

Igrejas fraudam a Receita Federal
A fraude é aplicada para premiar os pastores que possuem maiores “rebanhos” e que, consequentemente, obtêm maiores quantias de dízimo.

O jornal “O Estado de S.Paulo” informou que a Receita Federal aplicou a igrejas multas milionárias. Lideranças evangélicas estão pressionando o presidente Bolsonaro para obter uma na legislação para se livrarem da dívida.

Há pelo menos 12 processos em tramitação na Receita envolvendo irregularidades nas contas das igrejas.

Só a Igreja Universal tem seis processos no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), órgão do Ministério da Economia.

Se dependesse apenas de Bolsonaro, o governo encontraria um jeito de perdoar a dívida, mas tem havido resistência do ministro Paulo Guedes, da Economia.

Por conta disso, Guedes sofreu recentemente um ataque da TV Record, de propriedade do bispo Edir Macedo, líder da Universal.

Camuflado de reportagem, editorial da emissora disse que o ministro não tem se preocupado com os pobres atingidos pela pandemia do coronavírus.

Lideranças evangélicas estão aumentando as pressões sobre Bolsonaro porque sabem que a economia brasileira está entrando em grande recessão, e qualquer concessão de benefício às igrejas poderá soar logo mais como um escândalo.

Na segunda-feira, 27, o deputado federal David Soares (DEM-SP), filho do missionário R.R. Soares, teve um encontro no Palácio do Planalto com o Bolsonaro e José Barroso Tostes Neto, secretário especial da Receita Federal.

O assunto da reunião, se tivesse de ser descrito com honestidade, seria "qual a melhor forma de enfiar as mãos em cofres públicos em época de pandemia e começo de uma recessão brutal".

A Igreja Internacional da Graça de Deus, da família Soares, aparece na Dívida Ativa da União com R$ 144 milhões, sem contar os "valores históricos" de R$ 44 milhões.

Por: paulopes
Este espaço não tem, e nunca teve, fins lucrativos. As eventuais propagandas são veiculadas gratuitamente, isso quando acho que merecem divulgação. Diferente do que muitos pensam, não ganho e nunca ganhei nada por acessos e/ou outras formas, com exceção da Várzea Net, pois eles me fornecem a internet, e as vezes, bem eventualmente, recebo algumas pequenas doações. Faço esse trabalho com amor, e venho tentando, de alguma forma, desfazer o que a maioria da imprensa porca e parcial, da região, vem fazendo. Não acredito que uma imprensa que se diz imparcial fique ganhando de prefeituras e/ou de qualquer político para expor seus trabalhos ou até divulgar banners dos mesmos nesses sites e blogs ditos imparciais. Damos boas vindas e agradecemos a todos pela visita. Este site é dedicado a todos os Varzeanos que estão em outras cidades e estados do Brasil, e que sentem saudades de tudo de Bom que tem neste lugar (Várzea da Roça/BA). Fiquem a vontade para acompanhar ao máximo as notícias e informações aqui divulgadas. Aproveitem para ouvir a Rádio Ouricuri.
top ads
top ads

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário. A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria e não troca de ofensas entre leitores. Comentários anônimos e com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site Val Bahia News.

top ads

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE VÁRZEA DA ROÇA:

[VÁRZEA DA ROÇA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA REGIÃO:

[REGIÃO][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA POLÍTICA:

[POLÍTICA][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO ESPORTE

[ESPORTE][stack]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO MEIO AMBIENTE:

[MEIO AMBIENTE][stack]